Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amazing days

"A vida é fascinante, só é preciso olha-la através das lentes corretas" (Alexandre Dumas)

Amazing days

"A vida é fascinante, só é preciso olha-la através das lentes corretas" (Alexandre Dumas)

Dados, dados e mais dados

eis a palavra que certamente mais se tem escrito e lido ultimamente, mais especificamente desde 25 de maio. 

Somos desde então invadidos com e-mails de empresas e sei lá que mais a informar-nos que são detentores dos nossos dados pessoais embora nós nem saibamos que empresa é aquela. Outras sabemos, subscrevemos newsletter e se nunca ligámos ao que nos enviaram ou deixou de ser assunto do nosso interesse boa altura para deixar de receber. Na maioria dos casos basta nem nem fazer nada. 

Mas há casos mais refinados e que não cumprem o regulamento geral de proteção de dados. A abordagem não pode ser “caso pretenda alterar clique aqui” mas sim “se quiser continuar a receber a nossa informação clique aqui “ , um pormenor que faz toda a diferença. 

O RGPD teve dois anos para ser implementado mas, à boa maneira portuguesa, só depois de 25 de maio, data de entrada em vigor, é que muito boa gente se lembrou que afinal tinha que fazer qualquer coisa. E agora além da correria para fazer o que devia andar a ser feito há dois anos, é bom que ainda nos sobre tempo para rezar, mesmo não sendo crentes, para que ninguém nos bata à porta nem faça queixa na comissão de proteção de dados.