Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amazing days

"A vida é fascinante, só é preciso olha-la através das lentes corretas" (Alexandre Dumas)

Amazing days

"A vida é fascinante, só é preciso olha-la através das lentes corretas" (Alexandre Dumas)

Seg | 22.10.18

Estar onde não somos I

Beatriz LA

Teresa sentou-se na varanda do seu apartamento e enquanto contemplava o bulício daqueles que ainda estavam na sua vida diária, observava o parque.

A vista do apartamento para onde tinha ido viver desde que se mudara para Londres era soberba. O copo de vinho fazia-lhe companhia naqueles finais de tarde. Ajudava a descomprimir e a libertar os pensamentos ou, no mínimo, a esquecer os problemas do trabalho.

Enquanto observava as pessoas no parque a fazer jogging, Luisa aproximou-se silenciosamente

- Não sei porque não corres também. O desporto ia fazer-te bem.

- Sabes bem que não gosto de correr nem de fazer exercício. A preguiça está no meu ADN. Respondeu Teresa com secura e alguma aspereza na voz.

-Ok, como queiras.

- Fiquei aqui a aproveitar os últimos raios de sol. Desde que vim para Londres todos os raios de sol têm que ser bem aproveitados, já que são escassos. Sinto falta do Sol. Mas não só disso. Também dos que lá deixei, da comida, dos cheiros.

Luisa observava-a e ouvia-a com toda a atenção. Teresa parecia forte e intransponível. Quando lhe propuseram aceitar este trabalho, não hesitou nada, mas agora via-a cheia de dúvidas e incertezas. 

Estar só num lugar distante faz-nos pensar, conhecermo-nos melhor e reconhecer os nossos medos, as nossas fraquezas. É preciso ter coragem para começar do zero e se há momentos em que penso que não tenho qualquer incerteza outros há em que me sinto isolada e perdida neste mundo. É preciso saber viver em solidão e eu vou descobrir esse mundo.